economizar no supermercado

Economizar nas compras do mês pode te permitir ter uma renda extra!

Quem não quer chegar no fim do mês com algum dinheiro sobrando? Seja para pagar dívidas que estão se acumulando, seja para juntar uma reserva e fazer aquela viagem especial, o controle financeiro pode ajudar muito você a alcançar seus objetivos. Então, que tal começar esse controle por um dos maiores gastos, descobrindo como economizar nas compras do mês? Neste artigo, vamos dar dicas imperdíveis para você reduzir os custos sem ter que sacrificar muito sua lista de compras na hora de ir ao supermercado. Confira!

Planeje as compras com base nas finanças

Uma coisa que gostamos sempre de apontar nos nossos conteúdos é que muitos problemas financeiros não vêm do quanto a gente ganha, mas do quanto a gente gasta. A falta de controle financeiro pode fazer uma pessoa deixar de olhar para os pequenos gastos, achando que são irrelevantes — até que eles se somam ao longo do mês e se tornam um problema. Nesse sentido, a primeira dica é sempre planejar suas compras de acordo com sua realidade financeira do momento. Claro, é sempre bom ter espaço para se dar um presente aqui ou querer algo diferente ali, mas é importante que esses gastos girem em torno do que você pode manter. Se você quer economizar, não tem como fugir desse planejamento e de adequar seu padrão de vida. A partir do que você ganha, faça uma lista do que é muito necessário e daquilo que é supérfluo. Priorize os gastos mais importantes e busque produtos e marcas que encaixam nesse cenário.

Defina um limite que pode gastar

Depois que você tem uma ideia melhor do seu poder de compra atual, é hora de ter disciplina. Primeiro, faça uma conta simples de quanto gasta com serviços essenciais (água, luz, condomínio, aluguel, internet etc.). Com o que sobra, é hora de definir o limite das compras para todo o mês. Se você tiver bastante controle sobre esse número, vai ter mais previsibilidade de quanto consegue economizar para pagar outras dívidas ou juntar para o futuro. Ninguém é de ferro, claro. Então, pense no balanço desse limite de uma forma que possa também separar um valor para a saída com amigos ou aquele show que você gosta de ir às vezes. A princípio, parece que não vai dar para fazer tudo isso com o salário. Mas, com o tempo, seu controle fica tão bom que você sabe exatamente o que tem que comprar e o dinheiro que vai ter que usar.

Procure fracionar as compras do mês

A ideia de compra do mês, que é tão presente na nossa cultura, na verdade veio de um período bem difícil do Brasil, quando a inflação estava tão alta, que todo mundo tinha que correr para gastar o salário de uma só vez no início do mês — já que ele poderia valer muito menos dentro dos 30 dias. Nós ainda passamos por períodos de crises maiores e menores, mas essa ideia de ter que comprar tudo de uma vez não faz muito sentido atualmente. Ainda mais se são poucas pessoas em casa, esse tipo de compra pode levar a desperdícios e cálculos malfeitos de quantidades. Então, é melhor dividir as compras do mês em semanais ou quinzenais, não acha? Assim, você tem mais controle sobre o que está gastando e consumindo. Separar as compras é interessante também porque muitos supermercados fazem promoções em dias específicos da semana: terça do hortifrúti, quarta dos frios etc. Desse jeito, você economiza ao aproveitar os melhores preços para cada categoria de produto.

Faça uma lista antes de ir às compras

Essa é outra dica muito conhecida, mas exatamente porque funciona. Muitas vezes, a gente acha que está com a compra inteira na cabeça, mas chega na hora e sempre dá um branco. Falando em economia nas compras do mês, o maior perigo de não ter uma lista é acabar pegando o que não precisa, principalmente produtos perecíveis que você não vai poder estocar por muito tempo. Em casa, com calma, pense no seu planejamento de gastos. Você pode anotar tudo o que deve levar e até fazer algumas observações, como quantidades e marcas preferidas. Claro que, na hora, você pode ter vontade de levar um item fora da lista, mas, pelo menos, já sabe exatamente o que está levando a mais.

Cadastre-se nos programas de fidelidade

Nos últimos anos, a maioria dos supermercados e lojas estão criando programas de fidelidade. Você já deve ter ouvido sobre esses benefícios no caixa quando vai pagar. Se você tem um estabelecimento em que vai com frequência, enquanto estiver organizando as compras do mês, que serão sempre no mesmo lugar, pergunte se existe alguma vantagem de fidelização — é uma ótima ideia participar desses programas. Geralmente, eles oferecem descontos exclusivos e até benefícios cumulativos. Pode parecer pouco, mas essa pequena economia faz muita diferença quando a pessoa tem disciplina e foco nos seus objetivos.

Faça compras no atacado

Mesmo que a inflação seja bem mais controlada do que já foi na época das verdadeiras compras do mês, a tendência ainda é sempre de que produtos vão ficar mais caros com o tempo. Então, por que não estocar alguns deles para economizar, certo? Mercados de atacado e os chamados atacarejos têm uma proposta bem direta: compre em maior quantidade para pagar menos pela unidade. Se você tem um desses perto da sua casa, é uma excelente ideia para economizar em alguns produtos. Principalmente em itens não perecíveis e de uso contínuo, como produtos de limpeza, a compra por atacado economiza hoje e ainda ajuda você a evitar pagar mais caro no mês seguinte.

Vá às compras com calma

Agora, uma dica interessante que muita gente não se dá conta: quanto mais tempo e tranquilidade você tem para comprar, mais controle vai ter sobre o que gasta. Na pressa, a sua lista fica incompleta e seu cálculo de limite de despesa pode ficar um pouco mais vago. E aí, durante a compra, você vai analisar menos as opções e pesar pouco as vantagens de alguns produtos sobre outros. O risco de levar algo que você não quer ou a marca errada é muito maior. Então, planeje sua agenda e reserve um tempo específico, sem correrias.

Evite levar crianças

As crianças são outro fator que contribui muito para se gastar mais do que precisa. Como elas ainda não têm noção de economia, e do quanto os adultos podem gastar por mês, sempre vão pedir coisas que chamaram sua atenção e que não estão na lista de compras. Os pais, na maioria das vezes, vão querer agradar seus filhos, e o valor gasto pode ser muito maior do que estavam prevendo antes. Então, se possível, não leve crianças para as compras do mês. Tente ir em um horário em que estão na escola ou que alguém pode ficar com elas em casa. Casais podem dividir assim: alternando em cada compra, um vai e outro fica.

Fique de olho no rendimento dos produtos

Outra dica que exige a disciplina que falamos lá em cima é começar a notar que nem sempre o produto mais barato é o que vai fazer economizar. O mais importante é o custo-benefício — o que você ganha pelo preço que paga. Muitas vezes, um produto é mais caro, mas rende mais ou dura por mais tempo. Nesses casos, pagar a mais agora significa economizar depois, concorda? Isso é importante, principalmente, nas compras por atacado.

Pesquise preços em diferentes estabelecimentos

Até a uns 20 anos atrás, fazer pesquisa de preços era tão trabalhoso que ganhou até um termo próprio: bater perna. Para saber como economizar nas compras do mês, era preciso ir de estabelecimento em estabelecimento procurando pelos melhores preços. Mas a internet hoje facilita muito esse trabalho! Vários supermercados e lojas divulgam suas promoções online. Existem até aplicativos e perfis em redes sociais que recebem e divulgam panfletos de promoção para você saber aonde ir se quer pagar menos. Logo, seguir esses canais é uma maneira excelente de cortar gastos.

Confira a data de validade dos produtos

Se você quer mais controle sobre suas finanças, fazer menos dívidas e juntar mais reserva, a primeira coisa que deve ser cortada é o desperdício. Só que é bem mais comum do que deveria as pessoas comprarem produtos sem olhar a data de validade. Isso já é um problema sanitário e de saúde. Afinal, as pessoas podem comprar algo já estragado, consomem assim mesmo ou então, literalmente, jogam dinheiro fora. O ideal é comparar a data de vencimento com o tempo que você prevê que vai demorar para consumir cada produto. Não compre nada que tenha risco de ser jogado fora depois. A dica de dividir a lista de compra do mês em semanas, inclusive, ajuda muito também.

Utilize aplicativos de compra coletiva

Nos últimos anos, surgiu um conceito muito interessante para quem quer economizar no supermercado: o social commerce, que significa comércio social ou, de um jeito mais comum de se ouvir, a compra coletiva. Aplicativos como o Facily e até o próprio iFood permitem que você reúna amigos e familiares para fazer compras de itens essenciais em um volume maior. Quanto mais gente entra, mais barato fica para todos. Além de gastar menos, você ainda ajuda a incentivar quem gosta a fazer o mesmo. Embora nós todos sempre busquemos ser mais bem-sucedidos e ganhar mais dinheiro, o controle do quanto gastamos é sempre fundamental para nosso bem-estar e futuro. Seguindo estas dicas, sobretudo com planejamento e controle, é possível saber como economizar nas compras do mês e ter, no fim, um pouco a mais para resolver dívidas e construir seus sonhos. Gostou das dicas? Então, compartilhe nas redes sociais para ajudar outras pessoas a economizarem também! E precisou de um empréstimo para fazer uma compra grande numa tacada só e economizar, conte com a SuperSim!

Empréstimo pessoal online