Empréstimo ou financiamento?

Apesar de configurar um tipo de empréstimo, o financiamento tem particularidades que o diferenciam de outras modalidades de crédito e que podem ser relevantes no momento de decidir entre um dos dois para a contratação.

Financiamento

O financiamento é utilizado para adquirir bens. Nessa modalidade, o contratante recorre à instituição financeira e esta arca com o pagamento total do bem. O contratante, por sua vez, se responsabiliza pelo pagamento de uma parcela desse valor acrescido de taxas todos os meses, até quitar a dívida.

Geralmente, o financiamento é procurado por quem deseja comprar imóveis ou veículos, mas não tem dinheiro suficiente em mãos.

Para financiar esse tipo de compra é preciso ter, ao menos, 20% do valor total para oferecer de entrada. Quanto maior for o valor da sua entrada, menores serão as taxas de juros e a quantidade de parcelas.

É importante, porém, saber que o financiamento usa o bem adquirido como garantia do empréstimo. Portanto, é fundamental realizar um bom planejamento financeiro antes de decidir contratar um financiamento para não se perder nas parcelas e acabar tendo o bem retido pelo banco.

Empréstimo

Já o empréstimo pode ser feito sem a exigência de garantias. Além disso, o valor cedido pela instituição pode ser usado da forma como o contratante preferir. Contudo, se o desejo é pagar menos taxas, existem opções de empréstimo com garantia.

Empréstimo ou consórcio?

O consórcio é uma modalidade de aquisição de crédito um pouco menos popular do que as demais por conta da sua característica principal: a sorte. Confira!

Consórcio

Em um consórcio, um grupo de pessoas com o objetivo de adquirir um bem específico se une para pagar uma parcela desse bem ao longo de uma quantidade de meses acordada previamente. A soma do valor pago por todos representa o valor final do bem, e isso se repete todos os meses, até o fim do período combinado.

Todo mês, alguns dos compradores são sorteados para receber o valor total em forma de carta de crédito e, assim, conseguir adquirir o seu bem à vista. Os demais precisam aguardar até serem contemplados e poderem fazer o mesmo.

Alguns fatores podem interferir no tempo em que um comprador leva para ser contemplado, como o valor do lance. Ou seja, quem consegue adiantar o pagamento das parcelas tem mais chances de ser contemplado em menos tempo.

Até o fim do consórcio, o bem negociado fica ligado à instituição organizadora, como garantia. Ele só é liberado quando todo o processo é encerrado.

O valor da taxa cobrada pela administradora gira em torno de 20% do valor total do bem, sendo esse um dos atrativos para quem busca esse tipo de crédito.

Contudo, é importante ter paciência e foco no seu objetivo. Quando se desiste de um consórcio, apesar da possibilidade de receber o valor investido de volta, o comprador fica submetido a uma taxa que pode chegar a 30% do que foi pago até o momento da desistência.

Empréstimo

Quando não se deseja assumir esse tipo de risco ou a urgência para usufruir do bem é maior, o empréstimo vale a pena quando comparado ao consórcio.

Isso porque no empréstimo, o valor total solicitado é entregue à vista para o contratante, que já pode investir no seu bem. Por outro lado, como você já sabe, o empréstimo, por seu risco para a instituição financeira, costuma ter taxas muito mais elevadas do que o consórcio.

Empréstimo pessoal fácil e em poucos minutos

Se a sua melhor opção é o empréstimo, na SuperSim temos opções que certamente cabem na sua necessidade. Entre em contato conosco e saiba mais sobre as nossas modalidades de empréstimos seguros, sem burocracia e com a maior taxa de aprovação!

QUAIS AS VANTAGENS DO EMPRÉSTIMO?

Se ainda restam dúvidas, veja a lista de vantagens de solicitar um empréstimo que preparamos para que você consiga decidir com mais clareza:

  • VOCÊ DECIDE COMO USAR: Diferente de outras modalidades de crédito, como o financiamento, você não contrata com uma finalidade específica. Ou seja, pode usar da forma como preferir. Mas é importante ter foco para não acumular ainda mais dívidas.

  • FACILIDADE NA AQUISIÇÃO: Crédito pessoal, em geral, é muito mais rápido de adquirir, já que não requer muitas etapas no momento da contratação.

  • MENOS BUROCRACIA: Para liberar um empréstimo a instituição financeira solicita somente dados básicos, como o seu CPF, por exemplo. Em poucos passos você finaliza a sua solicitação.

  • DISPONIBILIDADE PARA NEGATIVADOS: Existem instituições que disponibilizam crédito mesmo para pessoas com restrições no nome, como negativados. Se esse é o seu caso, vale a pena buscar por uma financeira que ofereça esse benefício.

  • CONTRATAÇÃO DESCOMPLICADA: Cansado de enfrentar longas filas nas agências bancárias para resolver os seus problemas? É possível conseguir o seu empréstimo pessoal online!

  • RECEBIMENTO ÁGIL: O empréstimo, justamente por seu processo de aquisição menos burocrático, é também mais rápido de conseguir. É possível que o dinheiro caia na sua conta e já possa ser usado no mesmo dia da aprovação da sua proposta.

Empréstimo seguro e sem burocracia

EMPRÉSTIMO VALE A PENA? PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O TEMA

Como saber se vale a pena pagar um empréstimo?

A resposta para essa dúvida é baseada em uma série de critérios. O primeiro deles é a definição de um objetivo. Ao direcionar o valor contratado para uma necessidade previamente estabelecida, é possível prever os gastos e ajustar o orçamento para conseguir arcar com a dívida sem maiores problemas. Avalie também a sua saúde financeira, pois essa análise será responsável por te direcionar para opções que fazem sentido para a sua necessidade e, ao mesmo tempo, que cabem no seu bolso. Por fim, confira o seu score de crédito, já que na maioria das vezes em que uma pessoa solicita a contratação de um empréstimo, a sua situação de crédito é levada em consideração pela instituição financeira. Logo, é preciso verificar o seu score de crédito antes de recorrer aos empréstimos.

Quando vale a pena pegar um empréstimo?

Uma das razões mais frequentes pelas quais as pessoas costumam solicitar empréstimos é para quitar dívidas. Pode parecer estranho e preocupante o conceito de criar uma dívida nova para abater a antiga, mas quando há planejamento, essa pode ser uma excelente solução. Em geral, utilizar o empréstimo para pagar uma dívida é uma opção válida quando as parcelas simuladas representam um comprometimento menor do seu orçamento mensal do que a dívida em si. Dessa forma, você transforma um problema grande em uma situação muito mais confortável para o seu bolso e consegue reorganizar as suas finanças. Outra razão comum pela qual as pessoas costumam assumir empréstimos é para adquirir bens que não seriam acessíveis de outra maneira. Para saber se o empréstimo vale a pena nesse caso, é importante analisar os benefícios que essa compra pode te proporcionar a médio e longo prazo.

Como saber se o empréstimo vale a pena?

Cada instituição financeira oferece condições diferentes para seus clientes, que sejam, ao mesmo tempo, vantajosas para ela e possíveis de pagar para o contratante. É preciso, primeiramente, estudar essas condições para entender o que funciona melhor para você. Com esses dados em mãos, você pode comparar o impacto da sua dívida no orçamento de cada mês com a quantidade do seu orçamento que um empréstimo comprometeria. Se as parcelas do empréstimo ficarem mais confortáveis do que a dívida, então talvez a melhor opção seja recorrer a esse recurso. Em resumo, um empréstimo vale a pena quando você consegue pagar com mais controle do que pagaria a dívida.

Onde vale a pena pegar empréstimo?

Alguns dos lugares em que é mais comum procurar por esse tipo de serviço são os tradicionais bancos, os correspondentes bancários (empresas autorizadas que conectam clientes a instituições financeiras de forma facilitada) e financeiras em geral. Em alguns casos, como a contratação de empréstimo pessoal ou via cartão de crédito, é possível até mesmo realizar a contratação online, no próprio aplicativo do banco, e por meio de processos bem menos burocráticos.

Quais instituições oferecem empréstimo?

Para saber a quem recorrer no momento da contratação, é fundamental ter em mente o que você precisa. Empréstimos de grande porte, como para a compra de um automóvel ou de uma casa, geralmente são feitos nas agências bancárias. Já para valores mais baixos, para quitar uma dívida emergencial, por exemplo, existe a opção de contratação pela internet. Algumas instituições, inclusive, oferecem empréstimos para pessoas negativadas, ou seja, com score de crédito baixo por conta das dívidas, situação em que financeiras tradicionais costumam recusar empréstimos.

Como saber se o empréstimo é seguro?

O mais importante é ter atenção aos golpes. Várias pessoas se passam por instituições financeiras para atrair contratantes de empréstimos oferecendo condições muito melhores do que se encontra em outros lugares. Portanto, sempre desconfie de empréstimos com taxas baixíssimas e pesquise a fundo sobre a instituição antes de realizar a contratação.

DEPOIMENTOS