Pensando em mudar sua rotina alimentar e economizar? Confira nossas dicas de receitas baratas!

A alimentação é, facilmente, uma das despesas que mais pesa no bolso dos brasileiros. Além das preferências alimentares e do padrão de vida de cada pessoa, há o fato de que os preços no mercado estão entre os primeiros a subir quando há inflação, desvalorização do real, crises econômicas, problemas na agropecuária e por aí vai. Por conta disso, muita gente busca por receitas baratas para economizar no dia a dia.

Esse é um movimento que se tornou ainda mais forte nos últimos anos com o aumento do número de pessoas que passaram a fazer marmitas em casa para o almoço e/ou jantar. Com um planejamento sobre as refeições também se torna mais fácil ajustar e melhorar a própria alimentação.

Diante de tudo isso, nós trouxemos algumas receitas com ótimo custo-benefício que você pode adotar na sua rotina. Acompanhe a seguir!

5 dicas de receitas baratas que você pode fazer

Reunimos não só dicas de pratos que contêm proteína animal, mas também sugestões de comidas vegetarianas. Assim, você tem mais opções de acordo com o seu gosto, combinado? Confira!

1. Empada de arroz e cenoura

Ingredientes:

Modo de preparo:

O primeiro passo é fazer a massa da empada. Para isso, misture em um recipiente a farinha, a margarina/manteiga, o sal e a água até que a massa pegue liga e não grude mais nos seus dedos. Em seguida, use um rolo para afinar e aumentar a consistência.

Depois, unte uma travessa e revista o fundo com parte da massa. A outra metade servirá para cobrir o topo da receita. Como recheio, você usará o arroz misturado com a cenoura e o molho de tomate, espalhando bem internamente.

Leve ao forno a 180º por 40 minutos. Caso queira, você pode complementar o recheio com mais legumes (como milho e ervilha) e proteínas de origem animal (como atum, presunto, queijo e frango desfiado).

2. Caponata (com ou sem peixe)

Ingredientes:

Modo de preparo:

O preparo é simples: pique todos os legumes listados em pequenos cubos e coloque-os em uma travessa devidamente untada. Em uma tigela, coloque o sal, o açúcar e o azeite, misture bem e espalhe sobre eles como um caldo.

Depois disso, leve a travessa ao forno a 180º por 30 minutos. Você poderá servir logo em seguida. Caso queira complementar com uma proteína animal, você pode consumir a caponata com peixe ou frutos-do-mar (grelhados, assados ou fritos).

3. Ovo em anéis de pimentão, cebola ou tomate

Ingredientes:

Modo de preparo:

O ovo em anéis é uma das receitas mais simples desta lista. Prova disso é que você só precisa cortar o legume da sua preferência em rodelas fechadas (os chamados anéis), lembrando de retirar o núcleo delas.

Em seguida, pegue uma frigideira antiaderente, esquente e coloque o legume. A partir daí, você deposita o conteúdo do ovo dentro até fritar ou ficar no ponto que você gosta. Por fim, você pode temperá-lo antes de servir com orégano ou tomilho.

4. Omelete japonesa

Ingredientes:

Modo de preparo:

Em uma tigela pequena, coloque as gemas e as claras, o leite e o queijo, misturando bem até que vire uma massa mais homogênea. Em seguida, prepare os legumes. De acordo com a sua preferência, você pode ralá-los ou picá-los em pequenos pedaços ou mesmo tiras. Feito isso, coloque-os no recipiente, mexendo toda a mistura.

O próximo passo é aquecer uma frigideira no fogão, derramando o conteúdo da tigela no interior dela de maneira uniforme e circular. Deixe fritar até dourar ambos os lados. Antes de servir, enrole a massa como um crepe ou um folhado. Aproveite!

5. Escondidinho de carne moída

Ingredientes:

Modo de preparo:

Pegue as batatas e, com o auxílio de um batedor, amasse-as até se transformarem em uma massa. Em seguida, misture-a com o leite, o queijo e a manteiga/margarina até que uma pasta se forme — você vai usá-la para revestir a travessa que vai ao forno.

Já em uma frigideira, frite parcialmente a carne moída juntamente com o mix de temperos. Depois, coloque na travessa como o recheio do seu escondidinho.

No topo, você pode colocar mais massa de batata ou, se preferir, revestir apenas com queijo parmesão ralado. Fica uma delícia! O tempo de preparo no forno é curto, de 30 minutos, e o prato rende uma boa quantidade de porções.

Benefícios de fazer marmitas congeladas

Viu só como há várias receitas baratas e fáceis que você pode fazer no dia a dia como marmita? E o melhor de tudo é que elas não contribuem apenas para você poupar o seu dinheiro com os gastos no supermercado. Abaixo, nós mostramos outros benefícios que elas trazem para a sua rotina. Confira!

Planejamento das refeições

Com uma boa variedade de receitas em mãos, você consegue se planejar com mais praticidade para a semana. Dá para preparar o almoço e o jantar dos próximos dias e, em seguida, colocar as marmitas no congelador. Aí você tem a opção de levá-las para o trabalho e esquentar ou fazer essa tarefa na sua própria casa.

Isso ajuda a otimizar o seu tempo nos dias úteis, já que a pausa para alimentação muitas vezes não é o suficiente para o preparo de um prato. Sem falar que a maior parte dos brasileiros trabalha longe do lar, o que dificulta a ida até a própria casa só para cozinhar.

Redução de desperdícios

Há uma questão que também merece ser mencionada aqui: a redução de desperdícios. Isso porque quando você tem um cardápio diversificado, mas que é pensado e organizado para um número X de porções na semana, você não:

Mudanças de hábitos alimentares

Há outro ponto bem interessante em ter uma receita boa e barata para fazer como marmita no dia a dia, viu? É que ela te ajuda a, enfim, colocar em prática aquelas mudanças de hábitos alimentares que você tanto queria.

Afinal, muita gente deseja ser vegetariana ou vegana. Há ainda quem quer ter uma dieta mais controlada por questões físicas, como emagrecimento ou ganho de massa muscular. Isso sem mencionar quem precisa mudar a forma de se alimentar porque descobriu que tem alguma intolerância (ao leite ou ao trigo, por exemplo).

Diminuição de hábitos nocivos ao seu orçamento

Com as marmitas incorporadas no seu cotidiano, você também diminui uma série de hábitos nocivos ao seu orçamento. Um bom exemplo do que a gente está falando é o de sempre fazer refeições fora de casa (em restaurantes, cantinas, bares etc.).

Ou seja, locais em que você vai ter um gasto considerável e variável — já que cada prato tem um preço diferente, há a taxa de serviço e, em alguns locais, ainda há o valor do couvert.

Outro exemplo é o de pedir delivery regularmente. Embora a comodidade de comer em casa e sem precisar preparar nada seja algo tentador, a verdade é que você está pagando não só pela comida, mas também pelo preparo e pela entrega. Logo, isso também pesa no bolso!

Economia do vale-alimentação

Para encerrar, outro benefício é a economia que você consegue obter no seu vale-alimentação ao focar em uma receita para almoço barato ou para jantar barato.

Ao longo do mês, você poupa o valor recebido pela empresa e consegue utilizá-lo para a compra de outros produtos para a casa, desde mercadorias de limpeza e higiene pessoal até itens de confeitaria, padaria e hortifrutis.

Gostou de ver como ter receitas baratas é algo que ajuda a organizar e a desafogar o seu orçamento, além de melhorar a sua qualidade de vida? Pois então, já sabe: anote nossas sugestões e pesquise sempre por mais alternativas para ter refeições diversificadas, saborosas e, é claro, com o melhor custo-benefício para o seu bolso!

Quer mais dicas sobre como economizar e melhorar o seu orçamento? Pois é bem fácil: basta se cadastrar na nossa newsletter para receber nossos conteúdos diretamente em seu e-mail!

Lembre-se, se precisar de uma ajudinha para fechar a compra de mês e passar a economizar cozinhando em casa, conte no a SuperSim. Simule já sem compromisso!
 

simule seu empréstimo

 

Tags do post

Escrito por:
caio
Você também vai gostar: