criando reserva financeira

Confira quais as melhores maneiras de arrumar as contas e sair das dívidas

Quer saber quais as melhores maneiras de sair das dívidas? Grande parte da população brasileira lida com esse tipo de problema, sendo mais comum do que você imagina. Além desse tipo de situação ser muito desgastante, ela também pode limitar suas possibilidades e atrapalhar o seu desenvolvimento.

Por isso, é importante desenvolver algumas mudanças de hábitos que permitam eliminar as dívidas e começar a construir um futuro livre e promissor. Para ajudar em sua jornada, organizamos um guia completo como os principais passos para acabar com as dívidas e conseguir poupar seu dinheiro. Confira!

Qual é a importância do planejamento financeiro para sair das dívidas?

O fim das dívidas somente é possível quando há mudanças nos hábitos de consumo e melhorias no planejamento financeiro. Esses dois processos são importantes para as duas principais tarefas que precisam ser cumpridas: quitar as dívidas atuais e não realizar novas.

Enquanto o planejamento financeiro serve para gerenciar melhor as entradas de dinheiro e permite que você quite seu débito, as mudanças de hábito servem para prevenir o surgimento de novas contas.

Desse modo, ao implementar esse tipo de melhoria em seu estilo de vida, você pode criar as condições necessárias para ter segurança financeira e tranquilidade diante de qualquer imprevisto.

Como sair das dívidas?

Está com dificuldades em manter suas contas em dia e não para de pensar em dinheiro? Essa é uma situação bem delicada e que pode tirar o sono. Pensando em te ajudar, separamos diversas dicas bem úteis. Ao aplicá-las, é possível economizar um bom dinheiro e quitar todas as suas dívidas. Confira!

Saiba identificar suas dívidas

O primeiro passo para conseguir sair das dívidas é fazer a identificação das suas dívidas. Ao fazer isso, você ganha consciência sobre qual é o valor total devido e consegue se organizar para quitar tudo.

Por exemplo, imagine que tenha pendências no cartão de crédito, na conta de luz, algumas prestações em lojas e que está utilizando o cheque especial. Com isso, separe um tempo e coloque no papel qual é o valor devido para cada item anotado.

Após isso, defina quais são as contas que necessitam ser pagas com mais urgência. Por exemplo, contas básicas como luz e água são essenciais. As contas de cartão e cheque especial têm juros mais altos. Elenque cada ponto passível de avaliação para fazer a classificação adequada.

Anote todos os gastos

Essa etapa é importante para entender o quanto você gasta mensalmente e como você pode realizar custos para adequar seu padrão de consumo ao orçamento disponível. Nesse sentido, é necessário anotar todas as despesas que acontecem ao longo de um mês.

Uma boa dica para melhorar sua gestão é categorizar cada uma das compras. Por exemplo, pode-se criar classes como: alimentação, lazer, contas básicas, vestuários e outros. Assim, sempre que realizar uma nova aquisição, é possível lançar no lugar certo e entender para que lugar está indo seu dinheiro.

Existem ainda várias ferramentas úteis para te ajudar com essa tarefa. É possível usar uma planilha eletrônica, cadernetas ou aplicativos de controle financeiro. Esses últimos representam uma ótima alternativa, pois, há muitos que permitem a integração com a conta bancária, facilitando os lançamentos.

Realize um diagnóstico financeiro

Após elencar as dívidas, o próximo passo é fazer um diagnóstico da sua situação financeira. Nesse sentido, é importante entender quais são as fontes de renda, como é possível aumentá-las, de que forma as dívidas estão impactando o orçamento e quais são os outros custos que precisam ser pagos mensalmente.

Por meio desse diagnóstico, você tem uma visão mais clara sobre a situação e, consequentemente, pode usufruir de mais condições para resolver todos os problemas. Portanto, vale a pena investir um tempo para realizar essa etapa e ampliar a visão sobre como está a sua saúde financeira no momento.

Corte custos desnecessários

Com os gastos anotados e o diagnóstico financeiro completo, essa etapa pode ser feita de uma maneira simplificada. Perceba como os passos anteriores são essenciais para organizar suas contas e sair das dívidas.

Por meio deles, sua visão sobre as despesas e receitas é ampliada. Além disso, ao criar categorias de custos, torna-se muito simples identificar quais são os vilões de seu orçamento.

Por exemplo, se você está consumindo muito de sua renda na classe de vestuários, essa pode ser uma boa oportunidade para cortar custos. Portanto, analise as informações obtidas nas etapas anteriores e veja o que pode ser cortado sem reduzir sua qualidade de vida.

Monte um plano de ação

Para conseguir alcançar seus objetivos e sair das dívidas é fundamental ter um plano de ação bem estabelecido. Com ele, você tem mais consciência do que é necessário fazer e consegue manter a disciplina financeira para conquistar seus objetivos.

Por exemplo, é possível montar um plano de ação para que no médio prazo você esteja livre das dívidas e, consequentemente, diminua a preocupação com a questão financeira. Nesse sentido, pode-se determinar diversas atitudes para conter suas despesas e quitar tudo o que deve.

É plausível estabelecer por quanto tempo vai cortar determinados gastos, algumas maneiras de obter renda extra para acelerar o processo e qual é seu orçamento disponível mensalmente para pagar os credores.

Tenha metas

Outra dica importante que você deve aplicar é a definição de metas. Elas são importantes para manter a motivação e conseguir conquistar independência financeira e uma vida mais tranquila. Nesse sentido, é possível estabelecer objetivos de curto, médio e longo prazo.

Por exemplo, se você tem dívidas, uma boa meta de curto prazo é quitar todas elas. Para isso, defina um montante mensal que vai ser destinado para esse fim e qual é o prazo em que você pretende acabar de pagar tudo.

Defina objetivos

Em seguida, pode-se determinar seus objetivos de médio prazo. Por exemplo, a construção de patrimônio pode ser uma boa meta para esse horizonte de tempo. Assim, você aumenta a motivação para comprar um carro e sair do aluguel.

Para o longo prazo, pode-se pensar em garantir uma aposentadoria boa fazendo investimentos para esse fim. Mantenha em mente todas essas metas e trabalhe firme para conquistar o que planejou. Com isso, fica mais fácil conseguir manter a disciplina financeira, sair das dívidas e atingir seus sonhos.

Negocie com os credores

Quando há o interesse genuíno de quitar a dívida, o devedor deve buscar a renegociação desse valor junto a instituição financeira que o cedeu. Nos casos em que o banco utiliza juros compostos, sendo que a maioria é feita dessa maneira, há cobrança de juros sobre os juros do valor.

Isso significa que a dívida cresce de modo explosivo e em pouco tempo atinge valores cada vez mais distantes do que foi emprestado. Esse tipo de sistema não é ilegal, apensar de penalizar o indivíduo com dívidas que se acumularam por alguns meses.

Por conta desse tipo de situação, a maioria das instituições oferece abertura para negociar o valor da dívida e reduzir o débito para um nível acessível ao devedor. Assim, antes de iniciar o pagamento de uma dívida, vale conversar com seu gerente e conferir quais os incentivos e descontos para quem deseja quitar seu débito.

Pesquisa antes de comprar

As pesquisas podem ser uma excelente aliada na hora de economizar seu dinheiro e conseguir quitar as dívidas. Por meio delas, é viável conseguir condições melhores em suas aquisições e, desse modo, livrar uma parte do orçamento.

Com isso, é possível destinar parte do que você ganha para quitar as dívidas e conseguir limpar seu nome. Outra opção com potencial para te ajudar são os aplicativos de descontos. Há diversas opções no mercado que vão fazer você poupar muito dinheiro. Vale pesquisar por cupons na intenção de pagar um valor menor.

Também pode-se priorizar as compras à vista. Em geral, quem faz aquisições sem parcelar consegue melhores condições e benefícios. Além disso, ao optar por essa modalidade de pagamento seu orçamento para o próximo mês não fica comprometido.

Use boas ferramentas

Ao contar com alguns recursos tecnológicos, é possível controlar os gastos, estimar um orçamento adequado e evitar as compras por impulso. Itens como os aplicativos de gestão financeira, softwares para orçamento ou até mesmo as planilhas do Excel, são excelentes maneiras de controlar os gastos e melhorar a forma como você lida com o dinheiro.

Para quem utiliza o acesso à conta bancária pelo internet banking, também vale acompanhar quais as suas principais informações sobre compras, parcelas e entradas de dinheiro.

Conte com aplicativos

Os aplicativos bancários estão se tornando cada vez mais completos, trazendo inúmeros dados importantes para melhorar a gestão de recursos. Alguns inclusive, já efetuam a classificação de suas despesas entre alimentação, bens de consumo, lazer e demais tipos de gastos.

Essas ferramentas são fundamentais para entender quais as suas condições atuais, as entradas, as principais formas de saídas e de que tipo de compras você pode abrir mão para quitar as dívidas.

Reorganize seu orçamento

O surgimento de dívidas ocorre quando os gastos superam as receitas. Por isso, é necessário reorganizar o orçamento para alinhar suas compras com as condições que sua receita permite.

Existem algumas mudanças que podem fazer toda a diferença no final do mês. Além disso, reorganizar suas contas exige que você faça adaptações na forma como o dinheiro é gasto.

Comece pelas contas mais caras e veja o que pode ser ajustado. Mesmo que seja temporariamente, é importante abrir mão de alguns itens para quitar seu débito mais cedo.

Conheça suas principais despesas

Normalmente, a conta mais alta de um indivíduo se refere ao seu aluguel. Caso o seu custo de moradia seja alto frente a renda, vale considerar a mudança para uma região mais barata. Com esse ajuste é possível economizar muito dinheiro e poupar o suficiente.

Você pode seguir essa mesma estratégia com as demais contas e verificar o que pode ser cortado ou substituído por uma versão mais barata. Lembre-se que essa é uma situação temporária e necessária para alcançar o fim dos débitos.

Como boas ferramentas podem ajudar?

O uso de ferramentas para a gestão financeira permite que você tenha mais conhecimento sobre sua situação atual. Não é difícil encontrar pessoas com dívidas e que nem sabem exatamente o quanto devem, quanto dinheiro tem disponível e nem quais valores devem ser pagos no período seguinte.

Essa falta de controle pode causar sérios problemas e levar a dívidas cada vez maiores. Por isso, é necessário usar um aplicativo de gestão financeira ou uma planilha para registrar gastos, receitas, total de dívida, total de juros e quais as amortizações que serão dadas a cada mês.

Apenas com essa simples atitude, você consegue estimar prazos para o pagamento das dívidas e traçar algumas metas pessoais. Isso ajuda a manter a motivação em alta e permite que se tenha a força necessária para poupar e colocar tudo em dia.

Quais são os benefícios de negociar e sair das dívidas?

As dívidas fazem parte da vida de diversos brasileiros, por isso, gerir bem as finanças é fundamental. Dessa forma, sendo viável a criação de um negócio ou a realização de um curso importante para sua formação.

Saber que você tem dívidas para quitar pode ser um grande motivador para trabalhar mais, entretanto, pode também desgastar sua vida pessoal e diminuir a qualidade de vida. Assim, caso não se sinta confortável nesse tipo de situação, vale se concentrar em liquidar as dívidas e ficar com a conta no azul.

Viu como sair das dívidas é importante para melhorar sua qualidade de vida? Além de trazer mais segurança para você e toda família, esse tipo de mudança faz com que se tenha a tranquilidade necessária para se concentrar na sua carreira e ganhar dinheiro. Assim, é possível alcançar mais bem-estar e conforto em seu futuro.

Para ajudar outras pessoas a conquistarem a liberdade que o fim das dívidas traz, compartilhe este post em suas redes sociais e ajude seus amigos e familiares a economizar!

Quer sair das dívidas, mas falta dinheiro e está negativado? Então solicite um empréstimo online sem compromisso e conte com a ajuda da SuperSim para colocar suas contas em dia:

 

Simular Empréstimo

Tags do post

Escrito por:
caio
Você também vai gostar: