score de crédito

Saiba o que é score de crédito e qual a sua importância

Muitas pessoas já passaram pela situação de ter uma solicitação de crédito negada, com a justificativa de score baixo. E boa parte delas se perguntaram: afinal, o que é score?

Se você já encarou isso e não compreendeu exatamente do que se tratava a negativa, saiba que muitos consumidores também não entendem como essa pontuação afeta diretamente a sua vida financeira.

Por esse motivo, preparamos este artigo com todas as informações fundamentais sobre o score e como esses pontos são divididos. Explicamos, ainda, qual é a importância de contar com uma boa pontuação de crédito. Confira os detalhes!

O que é o score?

De forma simplificada, o score é o resultado de um compilado de informações pessoais e financeiras dos consumidores. Ou seja, depois de juntar, cruzar e relacionar vários dados sobre o perfil financeiro de cada pessoa, é atribuída a ela uma pontuação.

Tais pontos dizem respeito à maneira como cada consumidor lida com suas obrigações financeiras. Por exemplo, se paga suas contas em dia, se tem dívidas com as instituições financeiras e lojistas, se apresenta um histórico de bom ou mau pagador.

O score é elaborado, disponibilizado e atualizado pelos órgãos de proteção ao consumidor, como o Serasa. Por meio desses órgãos, o consumidor consegue consultar, de forma gratuita, a sua própria pontuação.

Para que serve o score?

A princípio, para nortear as instituições financeiras, empresas e comércios sobre a credibilidade dos consumidores. A análise de crédito, por meio do score, é uma das etapas para que essas organizações decidam se investem ou não em uma relação com determinado consumidor.

Em outras palavras, essa pontuação é usada para indicar às operadoras de crédito e demais empresas quão seguras estariam as suas transações financeiras, caso fossem firmadas com aquela pessoa.

No entanto, o score também favorece os consumidores que têm um bom histórico financeiro. Após realizar a consulta da sua pontuação, se ela for boa, o cliente consegue negociar melhores condições de crédito com as instituições. Não é uma regra, mas é comum que as organizações mais convencionais priorizem o relacionamento com pessoas de score alto.

Agora, se você já sabe que a sua pontuação não é das melhores, entenda que existem empresas que oferecem outros caminhos para democratizar o acesso às soluções financeiras, mesmo diante do score baixo.

Como entender as pontuações?

As pontuações são calculadas com base em uma série de fatores, relacionados ao comportamento dos consumidores. Por exemplo: há quanto tempo e quantas dívidas ele tem associadas ao seu nome? Costuma realizar os pagamentos de contas de consumo no prazo correto? Mantém seus dados atualizados nas plataformas, como o Serasa?

Por meio do cruzamento de inúmeras informações financeiras, como essas citadas, é que se originam as pontuações e elas mudam conforme o histórico se altera. Existem três faixas de pontos para classificação dos consumidores. Acompanhe um pouco sobre cada uma.

De 0 a 300 pontos

A primeira delas, indica que a pessoa não está com suas finanças em ordem há um bom tempo e precisa regularizar suas pendências financeiras para conseguir condições de crédito.

Pessoas com dívidas de cartão de crédito, cheque especial, cheque sem fundo ou de outros tipos costumam ser alocadas nessa categoria. No entanto, uma das características dos perfis de score baixo é que mantêm suas restrições por um período prolongado. A pessoa não só tem o débito, como demora a quitá-lo.

Para as instituições financeiras convencionais, se um perfil encontra-se nessa faixa de pontuação significa que não é seguro fazer negócios, porque existe grande probabilidade da pessoa não cumprir com os acordos de pagamento.

Ou seja, pode ser desafiador conseguir liberação de crédito para a compra de imóveis, de carro, para solicitar um capital de investimento para abrir uma empresa. Além disso, outras soluções financeiras, como o limite de cartão de crédito, também ficam bem mais restritas.

De 300 a 700 pontos

Nesse patamar, os consumidores demonstram potencial para controlar seu orçamento. Pode ser que alguns débitos e históricos de dívidas ainda estejam interferindo na pontuação geral. Pessoas com poucas ou apenas uma restrição também costumam ser inclusas nessa faixa.

Aqui existe a possibilidade do crédito, em algumas situações, porém para condições menos flexíveis e que garantam o pagamento dos combinados. As operações financeiras, geralmente, são associadas a menores prazos de quitação, juros mais altos e garantias de retorno mais consistentes.

Conforme a pontuação se aproxima dos 700 pontos, as ofertas tornam-se melhores e mais favoráveis. As instituições começam a retomar a confiança no consumidor e, aos poucos, permitem o acesso aos seus produtos.

Acima de 700 pontos

Essa faixa é considerada a melhor dentre todas as outras. Quem está nela têm um mundo de possibilidades quando o assunto é liberação de crédito e oferta de serviços.

Ter o score alto proporciona condições de negócio mais interessantes, como diminuição nos juros e maior prazo para os pagamentos acordados. Significa que a pessoa está fazendo um bom trabalho no que diz respeito ao seu orçamento pessoal.

Com essa pontuação, o indicativo é de que o consumidor, muito provavelmente, honrará seus compromissos, que costuma pagar suas contas dentro dos prazos fornecidos e tem um bom conhecimento sobre as próprias finanças.

Por que o score é importante?

O score é importante justamente porque possibilita que o consumidor tenha acesso às melhores condições e oportunidades de soluções financeiras e demais produtos e serviços financeiros.

É por meio dessa pontuação que a maioria das instituições decide o quanto de confiança pode depositar no cliente. Para quem precisa de crédito para projetos de vida e outras ações que demandam um capital ou prazo de pagamentos maiores, é essencial contar com as “portas abertas” para as negociações.

Ter um score bom significa que a sua reputação enquanto consumidor e pagador está favorável para o relacionamento com as instituições financeiras e outras empresas.

Como melhorar o score?

Por esses motivos citados, é importante pensar em estratégias para aumentar o seu score, até que ele atinja a faixa acima dos 700 pontos. Quando você estiver dentro dessa pontuação, certamente já terá encontrado o equilíbrio nas suas finanças.

Existem algumas práticas eficazes para ajudar nesse processo. Não são ações isoladas, mas, sim, um conjunto de atitudes que facilitarão a jornada rumo ao topo da pontuação. Confira algumas delas, em seguida.

Renegocie suas dívidas

O primeiro passo crucial é eliminar as dívidas. Se você conta com uma série de débitos, faça uma listagem de todos eles e estude as informações possíveis, como:

De posse de todos esses dados, tente negociar com seus credores condições razoáveis para o pagamento dos débitos. Se for preciso, pense na possibilidade de conseguir um dinheiro de emergência para pagar as dívidas maiores à vista, para depois partir para as menores.

Esteja atento a todas as oportunidades para quitar as contas atrasadas: dinheiro esquecido no banco, saque de benefícios ou créditos liberados pelo governo, como o Saque-Aniversário do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) e eventos promovidos para a regularização das dívidas, como o Feirão Limpa Nome do Serasa.

Tenha um bom planejamento financeiro

Outra maneira de conseguir algum dinheiro no final do mês para pagar as contas em atraso é fazendo um planejamento financeiro rigoroso. É a hora de definir as prioridades, cortar os gastos supérfluos e economizar nas compras.

Coloque na ponta do lápis todas as despesas essenciais e os gastos variáveis. Se as receitas forem menores do que as dívidas, pense em possibilidades para gerar uma renda extra e engordar o orçamento no final do mês.

Pode ser desde trabalhar eventualmente com algo dentro das suas habilidades, vender itens e objetos em bom estado que não são mais utilizados, ou, ainda, ganhar dinheiro com os recursos que você já tem.

Caso precise de uma ajuda rápida e fácil para começar esse processo, busque por soluções financeiras que vão te ajudar a sair do aperto, mesmo que o seu score seja baixo.

Evite débitos fora do planejado

Depois de estabelecer o seu planejamento financeiro, siga à risca tudo o que você programou. É claro que existem situações do cotidiano que são imprevistas, mas para esses casos, busque alternativas que não comprometam todo seu orçamento.

Mantenha o hábito de anotar tudo o que compra, mesmo que sejam coisas pequenas. Ao final do dia, analise se, de fato, aqueles gastos eram necessários. Tal prática ajuda na hora de evitar contrair novas dívidas: a tendência é que você comece a pensar se precisa mesmo daquilo.

Atualize seus dados nos órgãos de proteção ao crédito

Essa ação, apesar de simples, contribui para que o seu perfil nos órgãos de proteção ao crédito seja mais confiável e transmita mais segurança. Independentemente do seu score, mantenha os seus dados — como endereço e renda —atualizados.

Dessa forma, quem tiver acesso ao seu cadastro, saberá que existe uma preocupação com o seu perfil financeiro e que você está constantemente atento às mudanças e propostas de negociação, se for o caso.

Mantenha um bom histórico no Cadastro Positivo e no Consumidor Positivo

O Cadastro Positivo e o Consumidor Positivo são programas de incentivo ao comportamento responsável do consumidor, em relação às suas finanças.

Todas as pessoas com CPF têm cadastro nessas plataformas — como no Cadastro Positivo, por exemplo, que é mantido pelo Serasa. Com isso, o seu histórico positivo de consumo é contabilizado para a composição do score.

Ou seja, ao manter as suas contas em dia, pagar tudo dentro do prazo, cumprir com os acordos financeiros e não contrair dívidas, tais registros referentes ao bom comportamento de consumo também serão levados em consideração nas análises de crédito.

Com essas práticas, com certeza, será mais fácil garantir que a sua pontuação como consumidor suba. Agora que você sabe exatamente o que é o score, como ele funciona e a sua real importância nas relações comerciais e financeiras, já pode começar a planejar a subida dos seus pontos.

E caso precise de um dinheiro extra para começar a organizar as finanças — que seja descomplicado e acessível a todos, mesmo com score baixo — você pode solicitar um empréstimo pessoal na SuperSim:

 

Simular Empréstimo

Tags do post

Escrito por:
caio
Você também vai gostar: